Mochileiro é um viajante independente, que organiza suas viagens por conta própria, dando ênfase ao conhecimento, aventura e diversão. Geralmente, utiliza meios de hospedagens mais econômicos e costuma fazer viagens mais longas. o mochileiro é um grupo de viajantes alternativos de todas as idades, nacionalidades e classe sociais possíveis, que amam sair de suas casas, atravessar fronteiras de países ou mesmo de estados, conhecer locais e pessoas de culturas diferentes, através de uma forma totalmente aventureira e enriquecedora. Esses viajantes querem ter independência para escolher quais os atrativos a serem visitados, o tempo de permanência em cada local, os meios de locomoção a serem utilizados, os locais de hospedagem e o percurso a ser seguido.
O PRÓPRIO MOCHILEIRO SE DEFINE COMO:
Aventureiro, que é um viajante ao invés de turista, que vai além de locais de turismo de massa. É contra os pacotes de viagens das agencias por não oferecerem liberdade de escolha. Os mochileiros buscam, nas viagens de mochilão, atividades que acrescentem algo positivo a eles mesmos, que podem ser experiências inusitadas, vivenciar realidades diferentes do seu cotidiano, liberdade de locomoção e tempo para explorar melhor a cidade por onde passa. Prioriza os deslocamentos através transportes rodoviários para observar costumes e assim ter um contato maior com a população local e experimentar a gastronomia local. Além é claro, da estadia em hostel (albergue) que proporciona a uma interação maior entre mochileiros de todo o mundo.
PARA SOCIEDADE EM GERAL:
O mochileiro é visto como uma pessoa que vaga sem rumo pela cidade, que usa roupas sujas e não cuida da higiene pessoal. Pensam que os mochileiros tem baixa escolaridade e são pobres e por isso não podem nem mesmo se hospedar em hotéis 3 estrelas. Muito pelo contrário!!! A maioria das pessoas com quem viajei e conheci durante o mochilão são pessoas de classe A e B. E a maioria possui um segundo ou terceiro idioma e com renda suficiente para fazer duas viagens ao ano. A faixa etária é de 22 a 38 anos, maioria sem filhos, funcionários públicos e privados que possuem uma enorme flexibilidade de ausentar no trabalho e emendar feriados. E até mesmo pessoas que possuem seu próprio negócio e profissionais liberais.
PARA GOVERNO (OU ALGUÉM DO PODER PÚBLICO LIGADO DE ALGUMA FORMA AO PLANEJAMENTO DO TURISMO):
Define o mochileiro como um turista que não trás benefícios econômicos aos destinos turísticos. Afirmam que os gastos dos mochileiros não geram impostos que os tornem atrativos. rsrs
PARA MERCADO (EMPRESAS DE ACESSÓRIOS DE VIAGEM E EQUIPAMENTOS DE AVENTURA):
Os mochileiros tem um grande poder de compra, pois possuem características socioeconômicas elevadas, de classe A e B principalmente, e tem grande disposição em consumir produtos relacionados a viagem e atividades de aventura como: mochilas desenvolvidas para carregar muito peso ou para ser própria para determinadas atividades; tênis e botas super-resistentes, a prova d’ água, que protege os pés contra o frio extremo; calças e bermudas impermeáveis, fáceis de lavar e secar; camisetas próprias para não deixar o suor atrapalhar o desempenho e blusas para aquecer durante frio; barracas para praia, montanha, calor, frio extremo e ventos fortes; sacos de dormir que não ocupam espaços, mas mesmo assim protegem de temperaturas negativas; fogareiros e utensílios desenvolvidos para cozinhar em trilhas, leves e duráveis; lanternas; isolantes térmicos; entre outros acessórios de viagem e equipamentos de aventura.

Andy Mochileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *